Ainda está com dúvidas?
Pergunte pra gente!

1. Quais são os principais nutrientes das plantas?

Os macronutrientes são aqueles necessários em grandes quantidades.
Potássio: regula a pressão osmótica nas células vegetais.
Nitrogênio: atua no processo de síntese de ácidos nucléicos e proteínas.
Cálcio: atua no processo de metabolismo das plantas.
Fósforo: entra na formação das moléculas de ácidos nucléicos e ATP.
Magnésio: importante componente da clorofila.
Enxofre: atua na produção dos cloroplastos.

Existem também os micronutrientes, que são aqueles necessários em pequenas quantidades para os vegetais.
Manganês: atua na produção de cloroplastos.
Boro: atua na divisão das células vegetais e no transporte de açúcares.
Zinco: atua na transcrição do DNA dos vegetais.
Ferro: importante no processo de fotossíntese.
Cobre: atua na fotossíntese e nos processos enzimáticos.
Molibdênio: atua, principalmente, na produção de aminoácidos.
Cloro: é importante, principalmente, no processo osmótico.

2. Como as plantas absorvem os nutrientes?

Absorção dos nutrientes nas plantas: Os vegetais vasculares obtêm os nutrientes fundamentais para seus desenvolvimentos através do processo de absorção. Este processo ocorre através dos pelos existentes nas raízes. Logo, a água e os sais minerais são absorvidos nestes pelos, cujas células epidérmicas são permeáveis.

3. Qual o tamanho ideal para se adubar uma orquídea?

As orquídeas devem ser alimentadas em todas as fases de crescimento, principalmente, devido ao seu crescimento lento e pela formação de bulbos, ocorrer apenas 1 vez ao ano. As orquídeas, geralmente, levam de 5 a 7 anos para estarem adultas. Algumas plantas podem produzir flores prematuramente.

4. Raízes ou folhas, onde devo adubar as orquídeas?

A planta possui 2 formas de absorver nutrientes: pelas Folhas e pelas raízes. As folhas são altamente eficientes na absorção de nutrientes por possuírem no seu tecido, pequenas bocas denominadas estômatos. Além disso, a adubação foliar é denominada “injeção na veia”, pois os nutrientes são absorvidos e direcionados para as suas necessidades dentro do metabolismo das plantas. Como a maioria das orquídeas são epífitas, na aplicação foliar, molha-se toda a planta (raízes, bulbos e folhas). As raízes das orquídeas possuem a função principal de sustentação da planta e em segundo plano, absorção de nutrientes. Essa absorção depende principalmente da mobilidade dos nutrientes e das suas funções dentro do metabolismo das plantas. Os nutrientes N, P, K, Mg e Cl, são considerados móveis e o Ca, B, Mn, Fe, Zn, Cu, Mo e S, imóveis ou de baixa mobilidade dentro da planta. Sendo que, os móveis podem ser aplicados nas folhas que chegarão até as raízes para desempenhar suas funções, porém, os imóveis ou de baixa mobilidade, devem ser aplicados no lugar de absorção ou deficiência.

5. Qual o melhor horário para se adubar as plantas?

Se a adubação for feita via raízes, não tem um horário ideal para a adubação. No entanto, se for foliar, é importante que seja nas horas mais amenas do dia, para que os nutrientes que são pulverizados nas folhas não causem reações prejudiciais ao tecido foliar pela incidência dos raios solares, queimaduras, por exemplo.